quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Homo Sapiens?


         Estava passando pelo quarto, quando ouvi anunciarem sobre o derramamento de Petróleo na Bacia de Campos. A jornalista diz: 'Foi estimado o derramamento de 160 barris no mar, quantidade considerada pequena.' Assustei-me, balancei a cabeça em um 'não' súbito e vim escrever.
         Fiquei procurando maneiras de encarar essa 'quantidade pequena'. De fato, cheguei a uma conclusão. Sim, é uma quantidade pequena pras empresas que perderam o seu combustível. Pequena comparada aos 2 mil barris derramados ano passado. É bem verdade, o prejuízo no bolso dos investidores foi quase imperceptível. Será que eles não percebem que há vida além do ser humano? Não 'exploramos' nem a  metade daquela imensidão aquática. Debaixo das águas, podem-se encontrar curas pra doenças, animais exóticos e intermináveis descobertas. Talvez por esse motivo, o talassociclo não receba à sua devida importância. Sim, pois ele denota a incapacidade do homem, de ser dono de tudo o que existe nesse mundo.
         O maior biociclo do planeta se encontra ameaçado mais uma vez. Aliás, ameaçado não, pois este já sofre as consequências da imprudência do homem. É curioso quando dizemos que somos os únicos seres dotados de razão, quando não a utilizamos em assuntos alheios. Não nos afeta, então não há  problema não é mesmo? Errado.
        O que os milionários não enxergam é a quantidade de animais e plantas que morrem. Mas, até aí tudo bem. Então, vamos lá, vou mostrar este ciclo nos pegando desprevinidos. 
        O fitoplâncton é uma das algas que mais fornece O2. Oxigênio que no nosso caso, é indispensável para a vida. Assim, com o oléo espalhado sobre a superfície, os raios solares não passam por esta camada impermeável e a fotossíntese deixa de ser realizada. Temos menos fonte para a respiração.
        Os peixes que participam da cadeia, em regiões litorâneas, ficam em contato com o óleo, o que será prejudicial se ingerido por algum outro animal sucessor até chegar ao homem, que localiza-se na base desta.
        As águas azuis cedem lugar a uma mancha negra. Um negro que se sobrepõe à beleza do nosso mar. O turismo na região do acidente, torna-se escasso.
        E agora? Vão continuar de olhos fechados? 




7 comentários:

  1. Oi tudo bom !

    Bem para começar a falar sobre tantos eventos negativos contra o meio ambiente hoje, a palavra certa seria banalização. Fazemos tantas campanhas e protestos, mas eles duram 2 ou 3 semanas, até chegar o próximo evento de indignação. Deus me livre imaginar o que isso produziu de perda naquele meio, mas para nosso mundinho capitalista sempre vai ser pouco. até não sobrar mais nada !

    Abraço a valeu a visita !

    ResponderExcluir
  2. Uma dica querida, pois acho que seu blog é novo, esse fundo transparente é bonito, mas atrapalha quem lê. Pessoas com dificuldades de leitura que conheço nem topariam passar o olho por causa da dificuldade que seria. Troca o fundo do texto para deixar ele mais legivel !

    Beijo !

    ResponderExcluir
  3. Oi tudo bem?
    eu ja estou seguindo o seu blog.
    segue o meu tbm.
    claudiomaraparecido.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Só vim dizer que tem selinho e meme pra você fazer lá no meu blog, ok (isso é, se quiser)? Bjo, fofa. ^^
    http://miasodre.blogspot.com/2012/02/carinho-das-leitoras.html

    PS.: Desculpa por não comentar o texto apropriadamente, mas é que estou sem o mínimo tempo agora, dear.

    ResponderExcluir
  5. O negócio de "quantidade pequena" é pela imensidão do mar e pelo prejuizo irrizório. É um absurdo, se eles querem mexer com isso, deviam fazer direito pelo menos!

    Adorei o blog!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. A "quantidade pequena" depende muito do ponto de vista. O meu ponto de vista é o mesmo que o seu, logo acho que seria muita hipocrisia falarem em quantidade pequena. A única coisa que tem de pequeno aí são os olhos de quem acha que isso é pequeno. Visão limitada. Mundo capitalista. Infelizmente...
    Gostei muito dos seus textos (:
    Obrigada por visitar meu blog, e confesso mesmo que nunca mais escrevi lá, não sei mesmo o porquê, haha mas provavelmente vou voltar a escrever mais, ou ao menos postar uns textos de autores que eu gosto muito. =)
    Ps: O teu "quem sou eu" do blog é uma (quase) descrição minha. Incluindo a parte de psicologia. \o/
    Beijos!!
    http://refugiopcional.blogspot.com/

    ResponderExcluir