domingo, 19 de fevereiro de 2012

Decolando para a vida.


        Aquele velho homem de cabeça baixa estava perdido tanto em seus pensamentos, quanto em sua trajetória. Recuperou-se de um trauma, mas não totalmente. Desde então, era visto com outros olhos por todos. Não lhe erguiam a mão, nem mesmo para cumprimentá-lo.
        Ele estava passando pela Rua dos Ventos, quando deparou-se com dois meninos soltando pipas. Como de costume, àquela época do ano era destinada a essa prática para os bacuris. Era a forma mais saudável que encontravam para se divertirem.
        O ancião passava os dedos em sua barba grisalha, enquanto vidrava com a subida das pipas.
        De repente, uma pipa caiu-lhe aos pés. O menino mais novo correu para pegá-la. Quando se aproximou viu a expressão confusa do estranho. Avistou primeiro os cabelos brancos e depois a lágrima que caía sobre seu rosto quase albino.
        O garoto pegou seu brinquedo e deu-lhe a mão. Esse simples gesto, fez Ronaldo lembrar de seu passado. Em prantos, ele abraçou o guri e perguntou seu nome. Era Pedrinho.
       Ronaldo abaixou e começou a conversar com Pedrinho. Disse-lhe: “Às vezes o vento que nos levanta, é o mesmo que nos desvia. Ele nos leva a diferentes lugares e nos faz desvendar novos ares. Mas assim como a sua pipa colorida, nós também podemos cair. E esse colorido pode ser arruinado pelas pedras que encontramos no caminho.”
       Pedrinho apesar de ter apenas 13 anos e receber um apelido no diminutivo, era um grande homem. Consertou a pipa e a levantou novamente. Gritou ao seu mais novo amigo: ‘É a lei da vida Ronaldo. Cair, levantar e voar eternamente.’
       O velho voltou-se para o horizonte, viu o sol se pondo e sabia que um novo tempo surgiria em seu destino.


8 comentários:

  1. Muito bom!

    http://www.bonusalternativo.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Adorei o seu conto.
    E o que o Ronaldo diz para o Pedrinho então *--*
    Amei seu blog!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Adorei!
    muito legal o blog e o post

    http://leiturasaborcafe.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. oi, minha querida.
    “Às vezes o vento que nos levanta, é o mesmo que nos desvia. Ele nos leva a diferentes lugares e nos faz desvendar novos ares. Mas assim como a sua pipa colorida, nós também podemos cair. E esse colorido pode ser arruinado pelas pedras que encontramos no caminho.”... Isso é incrível! impressionantemente emocionante!. PARABÉNS PELA HISTÓRIA!
    --
    ps: nunca se envergonhe do q vc é. TALVEZ O MOMENTO EXATO DO QUE VC ESPERA AINDA NÃO CHEGOU. O tempo trará o que vc tanto deseja. Até lá, busque sua felicidade nas pequenas coisa.
    ---
    obg pelo carinho com o meu infinito particular!

    ResponderExcluir
  5. Muito legal seu Blog , meus Parabens ! seguindo já

    sucesso!

    http://mundoxaloo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Amo teus textos, fazer o q né. :)

    ResponderExcluir
  7. quando vi a foto, achei que seria relacionado a algo com o pequeno principe, mas quando li o texto gostei mais ainda...seguindo !

    http://universovonserran.blogspot.com

    ResponderExcluir