quarta-feira, 29 de maio de 2013

De repente.


     De repente, você olha pro lado e tudo o que não te importava antes, passa a ter importância. De repente, você percebe a transfiguração que te cerca, repleta de novas ideias, novos ares e grandes ressignificações.
     De repente sua visão de mundo é alterada em minutos. De repente algo ou alguém apenas te transforma. E então, você passa a ver o horizonte de outra forma. A luz que antes estava apagada, agora se acende, mesmo com certos blecautes.
     De repente, você encontra um velho amigo que julgou ser igual aos outros, mas, agora, demonstra peculiaridades incríveis. De repente, você escuta o discurso do seu amigo e percebe os erros que cometeu. De repente, as palavras dele permeiam tua alma com uma magnitude inexplicável. De repente, ele te muda, sem nenhuma intenção aparente. De repente, você se encontra, se gosta, se joga e se sente amada. De repente, este alguém marca a tua história e promove a sua metamorfose. De repente, essa amizade te vira do avesso e você descobre que este é o jeito “certo”.
     De repente, você se percebe “revolucionada”. De repente, você começa a valorizar até o gesto mais singelo que possa ser imperceptível aos olhos alheios. De repente, você começa a compreender a essência de toda e qualquer ocasião. De repente, seu olhar é outro. De repente, você aproveita cada segundo, como se fosse o último. De repente, você cambia os seus passos, rumos e caminhos antigos. De repente, a vida finalmente faz sentido.



Texto dedicado ao meu amigo (de longa data e muitos desencontros) Hebert, o qual, despertou em mim uma nova forma, uma nova ânsia de viver. Obrigada por causar esta revolução interior. Te amo.

7 comentários:

  1. Segundo texto sobre amizade que leio hoje, que bom que esse sentimento tão lindo inspire a gente tão positivamente. ^^

    ResponderExcluir
  2. Me senti nesse texto! Também tive um amigo assim, que foi morar em São Paulo. :(

    "Cada um que passa em nossa vida passa sozinho, mas não vai só, nem nos deixa sós. Leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo."

    ResponderExcluir
  3. Que texto mais lindo! Nós reconhecemos as amizades verdadeiras pelos encontros e desencontros da vida. Há amigos, que passam um longo período distantes, e voltam nos transformando, colorindo nossa vida, acrescentando novas coisas a nossa essência.

    Beijos =*

    ResponderExcluir
  4. "De repente, você se encontra, se gosta, se joga e se sente amada. (...) De repente, essa amizade te vira do avesso e você descobre que este é o jeito “certo”." Simplesmente adorei esses dois trechos do texto, muito legal B. E eu gosto bastante da repetição do "de repente", sempre uso repetições parecidas nos meus textos e os meus professores de português sempre reclamaram disso, mas eu não ligo. Gosto muito de repetir algumas palavras várias vezes para além de dar mais ênfase deixar o texto mais poético.

    www.annadecassia.com

    ResponderExcluir
  5. B., cada pessoa que passa em nossa vida tem o poder de nos transformar, pois cada um tem algo a nos ensinar. Bjos.

    ResponderExcluir
  6. Pessoas so mudam quando sente a necessidade de ser feliz. nao basta viver triste para agradar outras pessoas pois so vc mesma tem o poder de viver bem e feliz e quem te ama de verdade te aceita de qualquer forma e ela se tornara mais feliz ainda pois esta vendo sua felicidade estampada no rosto. Te amo eternamente saiba que to com vc pro que der e vier. Bjos

    ResponderExcluir
  7. Mudamos de acordo com a necessidade de sobrevivência. O que antes era certo agora já não é mais e, vice-versa.

    ResponderExcluir