sábado, 28 de junho de 2014

Bucólico.


      Deitou-se na grama verde daquele antigo campinho de futebol, como fizera em toda a sua infância. Lamentou ter crescido, lamentou a perda daquela felicidade simples de criança.
      Resolveu tirar o terno, após o dia cansativo de trabalho. Virou-se e sentiu as folhas em contato com seu peito nu. Lembrou-se de como a natureza era bondosa com o homem. Lembrou-se o quão gostoso era apreciar os pequenos momentos da vida.
      Por um momento, esqueceu-se dos problemas, daquele cotidiano agitado que o deixava tão estupefato. Decidiu que sempre voltaria ali quando quisesse abandonar as suas obrigações diárias e sentir-se livre por alguns instantes.
      Mirou o céu nublado e começou a perceber as formas nas nuvens, recuperando parte de sua essência. De repente, flagrou um anjo, por entre aquelas formas brancas. Esfregou os olhos com as costas das mãos pensando ser um sonho, mas se deu conta de que a realidade poderia ser bem melhor do que ele imaginava.
      Fez daquele momento único e transformador.

5 comentários:

  1. Realmente apreciar os pequenos momentos da vida é algo sublime, as crianças sabem disso muito bem!
    Precisamos sair fora do cotidiano, das roupagens, das máscaras e ficarmos em contato com a natureza para sentirmos o vento no rosto, os pés na terra ou areia, o brilho do sol, o azul do céu, a grandeza de estarmos vivos!
    bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, B., Como vai? São mágicos esses momentos em que a gente consegue se dar conta de que a vida é mais. Tive alguns momentos desses ao longo dos anos. :) Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. E quem já não passou por isto. Eu gosto de ficar olhando o mar.

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Abençoada a grama - esta do campinho de futebol - que não faz força para crescer nem espera ser outra coisa. Talvez seu único sonho seja virar jardim. Ou apenas não ser esquecida, pelos meninos que se aproveitam dela para serem felizes ao jogarem suas partidas.


    :::
    Agradeço as tuas palavras na Ilha. És sempre bem-vinda! :) :::

    ResponderExcluir
  5. Mágico é extrair dos momentos mais singelos a grandeza dos significados. O mundo, em suas pequenitudes nos ensina a descobrir um baú de encantos. Basta que a gente relaxe, sente e observe. Tudo pode ser transformador.

    Lindo texto B.

    Saudade!

    ResponderExcluir