sábado, 28 de setembro de 2013

[Parte 2] Entre céu e Terra.


- Renata

      Renata, era a mãe de Márcia e sempre cuidara da filha muito bem. Era do tipo “mãe coruja”. Quando aconteceu o momento de possessão pela primeira vez, sentiu-se desolada. Mas lutou com unhas e dentes para salvar a alma da filha. Pediu auxílio aos padres da região e após muitas orações, o exorcismo fora feito.
      Naquele dia, ao sair do supermercado, chegou a tempo de ver sua filha no carro descontrolado. Ao visualizar a diferença na postura de Márcia, logo percebeu o que estava acontecendo.
      Largou as compras no chão e entrou no táxi mais próximo. Seguiu o carro desgovernado de longe e o viu parar.
      Decidiu ligar para o Padre Sérgio, a fim de recrutar os antigos exorcistas.
      Enquanto esperava a ajuda chegar, observava sua verdadeira filha em um “diálogo” com a entidade. Entendeu que parte da alma de Márcia, ainda estava naquele corpo. Soltou um suspiro de alívio e suas esperanças se renovaram.
       Renata iniciou uma prece, a fim de pedir que sua filha fosse protegida. Então, raios passaram a cair no barranco que dava na floresta, redemoinhos  se formaram e uma chuva torrencial desabou.
       Amedrontada, a mãe de Márcia sentiu uma emoção estranha e ouviu uma voz desconhecida do alto que dizia: “Afaste-a do precipício. O espírito deseja a sua morte para tê-la nas profundezas.”
        Extasiada, Renata não sabia se acreditava no que lhe fora dito, mas sentia naquelas poucas palavras, um grande conforto.

2 comentários:

  1. B, seu texto me impressionou tanto que deu um pouco de medo. Bjos.

    ResponderExcluir