sábado, 16 de fevereiro de 2013

Dissabores.



Os tons e as cores,
revelando dissabores.
 
A beleza das flores,
relembrando antigos amores.
 
O gosto dos sabores,
mesclado com os odores.
 
O reflexo dos retrovisores,
trazendo velhas dores.
 

8 comentários:

  1. As rimas encaixando num belo poema. Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Linda poesia, B.!

    Beijos.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, nao conhecia seu lado poetisa... Manda bem hein... gostei muito da estrutura e das rimas... no aguardo das próximas =D

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu amei sua poesia e a foto que passa algo tão... doce.
    Queria que você escrevesse todos os dias. rs

    ResponderExcluir
  5. E não quero velhas dores trazidas por odores há muito jogados no precipício da memória! AAAAAAHHHHHHHH
    (eu fazendo drama, haha)

    Ah, a imagem casou perfeitamente com seus versos, guria. Gostei demais.
    Kissu ;*

    ResponderExcluir
  6. Nada mais a revelar
    de tons e cores
    então o que comentar
    dos teus dissabores
    Então é esquecer
    as velhas dores
    e só lembrar
    dos novos amores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei Claudio! Quanta inspiração, jogo de palavras em uma poesia. Muito bom.

      Excluir