sábado, 2 de fevereiro de 2013

Cacos.


"Porque eu fico em pedaços quando me abro,  
 e eu não me sinto como se eu fosse forte o bastante."

    O ciclo começa, quando ouço essa música. Recordações de um passado não tão distante retornam ao meu interior. Um passado de lembranças inesquecíveis. Era de manhã, bem cedo, o céu ainda estava escuro, o sol nasceria em algum momento. Eu olhava pela janela do ônibus e em meio àquele percurso, minha mente viajava aos mais diversos lugares. Embora eu estivesse inflamada de emoções, continuava a me sentir quebrada.
    Então um sentimento inexplicável preenche meus pedaços, quando esta melodia acontece. O som dos violinos, a voz suave e ao mesmo tempo forte me faz pronunciar a letra como se estivesse no ápice do verbo 'sentir'.  Por estar sempre em cacos, os quais talvez eu nunca consiga unir, me sinto consolada, ao escutar.
    Por um momento, me sinto em perfeita sintonia com a canção, como se ela ditasse toda a história da minha vida. Por algum instante, me sinto completa. Completa por me entender a partir de pequenas notas musicais. Um complemento extremamente necessário  que me molda, me ensina, me recria.
 

Um comentário:

  1. B., eu tb me identifico com algumas músicas e ouvi-las me remete a fatos de minha vida. Bjos.

    ResponderExcluir