sábado, 5 de maio de 2012

Inércia Melancólica.



     Sinto falta do que não aconteceu. Dos sorrisos perdidos, das oportunidades não aproveitadas e das chances que passaram imperceptíveis perante os meus olhos. Pois, hoje, estou aqui, assim, apática. Uma apaticidade que tornou-se rotineira em minha vida.
     Estou presa em um ciclo. E talvez eu nem queira sair. Estar sozinha, é essa a questão. Gosto da solidão, contudo, às vezes penso nas conquistas que me pertenceriam, se não tivesse usado a minha tão infame negligência.
     Fecho os olhos para aquilo que na minha concepção é incorreto, mas que ao mesmo tempo, me faria feliz. Indo contra a minha felicidade, a favor da felicidade alheia. Será que é esse mesmo o caminho?
     Tal contexto transformou-me em uma garota racional e sem reação.
     Vejo os meus dias, demorarem. As horas são eternas e redundantes. O mesmo dia se repete, ao longo dos meses. Tudo está igual, nada muda.
     Embora eu esteja no lugar de origem, meus pensamentos voam descontroladamente ao local em que eu realmente desejava estar.
     Desejos que não são considerados e jamais saciados. Desejos que encontram-se detidos pelo meu ser. Um ser que vive, contudo, vive uma farsa.
     Não existem pulsões, sinto-me em um bloco de gelo, destinada a uma caminhada que poderia ser diferente. Elaborando sacrifícios que custam caro, caro até demais. Custam a minha prosperidade.
     Os planos futuros se perderam. Estou abitolada, alienada à um futuro já predestinado. Percebendo a ausência de uma história concreta, não me queixo, apenas recordo daquela simples frase que define os meus dias atuais: “Cada escolha, uma renúncia”. 


8 comentários:

  1. acabo de criar um blog pra divulgar blogs legais, como eu acho que esse aqui tem potencial, gostaria que se dispusesse a participar é muito simples e pode ser dificil de surtir efeito no inicio mas se voce começar com certeza outros irão, não vai custar nada e você não tem nada a perder então que tal divulgar seu blog?

    http://cinemaniacodivulga.blogspot.com.br
    e siga o meu http://cinemaniacojean.blogspot.com que eu sigo de volta

    ResponderExcluir
  2. Bia Bia ...
    Lembro uma vez que estavamos teclando filosoficamente ( quando nao estou reclamando da vida, é claro).
    Cheguei a comentar sobre um leão enjaulado, post esse que ainda vou escrever, mas muitas vezes tenho medo de usar minhas palavras errantes e nao descrever de verdade o que estou realmente sentindo.
    Enfim.
    É complicado.
    Demais por sinal, afinal qual é o objetivo de nossa vida?
    Não sei bem, na verdade, nunca chegarei perto dessa descrição.
    Mas enfim.
    Somos senhores de nossos atos, colhemos o que plantamos e coisas do tipo, são frases praxe que todo mundo diz, mas afinal, como escolher um caminho certo?
    Nunca saberei responder essa pergunta, na verdade, tenho medo.
    Mas Bia!
    ÂNIMO POXA!
    Você é uma pessoa super especial, nao sei como me portar em momentos assim ( sou um péssimo conselheiro, é verdade).
    Mas Lute por seus sonhos e objetivos, seja feliz, faça a vida valer a pena.
    Faça cada dia ser especial.
    Adoro vc, e você vai superar tudo isso, como eu nao sei.
    Mas sei que vai!

    Beijoooooo

    ResponderExcluir
  3. Cada uma escolha são várias renúncias e se,pre parece que as outras escolhas,diferentes da sua parecem mais fáceis,mas isso é engano...Totalmente errado,porque cada um sabe a dor que é viver dentro de si.

    Escritor de Brinquedo!
    http://escritordebrinquedo.blogspot.com.br/2012/05/o-que-os-gays-entendem-de-mulher.html#comment-form

    ResponderExcluir
  4. ...Os planos futuros se dissiparam...
    Me identifiquei demais com tuas palavras.Dei uma olhada no blog e gostei muito, quero passar por aqui com frequência :)

    Estou te seguindo hein...
    Abaixo o link de meu blog, espero que goste:

    http://altoteorsubversivo.blogspot.com.br

    Mantenha contatos.
    :*

    ResponderExcluir
  5. lindo blog! Parabéns!
    refazer a nossa historia, não perder mais aquilo que deixamos passar, eu sei,varias vezes já me senti igual o seu artigo...
    estou te seguindo, venha visitar o meu blog
    http://rob-umarosaazul.blogspot.com.br/
    at+

    ResponderExcluir
  6. IIIIIhhhhhhh, senhorita pessimista, da um tempo,se vc fez renuncias elas não foram feitas para serem escolhidas e se se arrependeu, faça diferente e saia dessa prisão sem grades q o ser humano tem a mania de se acostumar.

    ResponderExcluir
  7. Lembrou meu último post, Jornada. Gostei muito, B. Parece que estamos passando por algo em comum, bjs.

    ResponderExcluir
  8. Eu gostei, mas pra mim cada escolha são mil renuncias.

    ResponderExcluir