sábado, 1 de março de 2014

Marcas do destino.


    O que falar? Sobre o que escrever? Se a sua mágoa te sufoca a ponto de te deixar travada e indiferente ao mundo. Será que me acostumarei a sangrar? Será que um dia irá parar?
    Desabafos se perderam, confiança não resta.
    Passei tanto tempo querendo negar a mim mesma, rejeitar o que eu sou e hoje, tudo o que eu desejava era ser aceita desse meu jeito. Mas não, não foi o que aconteceu. A negação me persegue e, consequentemente, a frustração se alia a ela.
    Como aprender que as situações nunca serão como eu planejei, sonhei, desejei? Como compreender as facetas que a vida nos coloca?
    A cada vez que recebo um “não” da vida, é como se eu não fosse suficiente para viver. A cada vez que a rejeição chega até mim, é como se eu me sentisse alguém incrivelmente minúsculo e incapaz.
   As vezes eu não suporto mais, as vezes simplesmente me prendo à vontade de ficar inerte. Porém, já vivi há tantos anos desta maneira, que cansei-me de continuar com uma visão nada panorâmica sobre a realidade.
   Há muitos caminhos, contudo eu preciso de força. E essa força motivadora só pertence ao meu ser, só depende de mim. Portanto, o meu único desejo e, também, a minha maior dificuldade é amar-me e abraçar-me. É poder acreditar que posso, que encontrarei alguém que me ame, que fique e que entenda todas as minhas marcas.

   

4 comentários:

  1. A cada queda, levantar é preciso. Os dias se acinzentam aos olhos, mas não podemos esmorecer diante da obscuridade dos dias. Mesmo em meio à neblina, seguir adiante é preciso. Somos o que somos, e esse é o nosso real valor. Você pode. Com certeza. Ser amada é algo certo.

    Beijo e bom carnaval!

    ResponderExcluir
  2. "A cada vez que recebo um “não” da vida, é como se eu não fosse suficiente para viver. A cada vez que a rejeição chega até mim, é como se eu me sentisse alguém incrivelmente minúsculo e incapaz."

    "Há muitos caminhos, contudo eu preciso de força. E essa força motivadora só pertence ao meu ser, só depende de mim. Portanto, o meu único desejo e, também, a minha maior dificuldade é amar-me e abraçar-me. É poder acreditar que posso, que encontrarei alguém que me ame, que fique e que entenda todas as minhas marcas."

    Incrível, B., como esse teu texto dialoga perfeitamente com o atual momento da minha vida.

    Beijos.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Do fundo do meu coração espero que tudo isto seja ficção.
    Uma pessoa sensível como tu não merece passar por isto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Dá pra sentir que esse texto é muito carregado de sentimentos, foi feito no intuito de desabafar mesmo. Adoro isso, colocar os sentimentos sufocantes para fora em forma de texto. Acredite, as coisas vão melhorar.

    Beijos, Anna
    www.annadecassia.com

    ResponderExcluir