sábado, 26 de janeiro de 2013

#AcordaBrasil

       

  Nas últimas semanas o governo realizou uma enorme propaganda do seu grande feito: o aumento do salário mínimo. Milhares de brasileiros sobrevivem com 622 reais atualmente, mas o reajuste anunciado “mudará” a vida dos mesmos. O então novo salário mínimo passará a ser de 678 reais.
  A verdade é que tal aumento trata-se apenas de uma jogada política. Aliado ao reajuste, o preço do pãozinho , da energia elétrica, das passagens de ônibus e do arroz continuam subindo. Desta maneira, tal projeto é apenas compensador, levando o direito dos cidadãos à estaca zero. Que ironia, não?
  Além disso  o reajuste salarial comparado aos impostos abusivos que são sugados de nós, é praticamente insignificante. Impostos que se direcionam ao bolso dos governantes, os quais, ganham 20 mil reais por mês, devido a realização de medidas como o falso aumento salarial. 
   Toda esta situação que promove o caos social deve acabar. E para isso, necessitamos lutar pelo que nos pertence, pois, os nossos deveres são cumpridos, a partir de pressões e exigências severas do Estado.

2 comentários:

  1. B., o comodismo brasileiro nunca o tirará do estado de miséria q uma parte da população se encontra.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com as suas palavras. Alivia aqui, mas aperta ali, e assim continua um ciclo. Enquanto poucos tiverem muito mais do que preicisam, muitos ficam sem nada.
    Desigualdade social sempre existiu, o problema -ao meu ver- é que as pessoas estão cada vez mais pacificas, aceitando todo esse caôs como uma coisa nornal, rotineira, e que já não tem mais jeito.
    Preocupante. Ainda mais com uma juventude tão sem voz e tão mesquinha como a nossa. São poucas as excessões.
    Ler textos como o seu me faz sentir mais confortada, como se não estivesse mais sozinha.

    ResponderExcluir