quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Carta ao passado.



     Caro passado,

     Venho através desta, informar o meu doloroso remorso dos erros anteriores, a consciência pesada antes de dormir e a culpa perseguidora de meus sonhos.  Desejo que não tenhais projeções no presente e que eu possa vivê-lo em paz. Que as memórias de tormento sejam aprisionadas em minha inconsciência e que as mesmas, possam ser acessadas apenas quando o meu ego determinar. Que as marcas sejam cicatrizadas e o trauma esquecido. Que não volte o sentimento corrompido, a dor do amor e da amizade abolidos. Que as más recordações sejam enterradas. Por fim, que a trilha sonora de minha vida siga sempre em frente e que o meu interior deixe o passado caro para trás.  

8 comentários:

  1. SE prender no passado é se perder do presente sem nenhuma perspectiva de futuro. Bjos

    ResponderExcluir
  2. Meu problema nem é o passado, mas o irmão mais velho e incansável de todos os tempos: O futuro. Carregado de utopias, me impede de viver o presente e traz consigo uma mala cheia de frustrações. Bom mesmo seria desligar esse botão de expectativas o qual me traz problemas desde do ascender de minha consciência.

    Texto muito bom, mesmo mesmo. Beijos ;*

    ResponderExcluir
  3. Seria tão bom se fosse tão simples. Mas infelizmente não é. E muitas vezes temos que conviver com os peso nas angustias, frustrações e erros durante dias a fio.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  4. Oi B.!
    Bela tentativa, mas o passado é uma criança birrenta e teimosa, que insiste em aparecer quando não o queremos. E quando precisamos, ele simplesmente some. O negócio é falar com o futuro, esse é bem mais maleável.
    Bjuss

    ResponderExcluir
  5. Biiaaaaaa!
    Que puta texto, assim como sempre! E é verdade, concordo plenamente com suas sábias palavras. Acredito que o passado não molde um ser humano, mas também não podemos esquecer que são as atitudes que criam um caráter.
    Espero que de tudo certo em tua vida, porque você merece Biaa! *-*

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso! Viver se martirizando com as lembranças do passado não é viver!

    Bem, vim agradecer seu carinho lá no Escritos Lisérgicos e me surpreendi com teu blog!
    Obrigada!
    Beijos e meu carinho!

    ResponderExcluir
  7. O passado, pelo menos em seus trechos mais dolorosos, deve servir apenas para, de alguma forma, ser inspiração e lição para o presente. Mas jamais deve bloquear nossas ações no dia de hoje. É pra frente que o relógio corre e a vida anda!

    Gostei muito do texto, me identifiquei bastante.

    Beijos.
    www.dilemascotidianos.blogspot.com

    ResponderExcluir